Quem vencerá o The Voice UK?

Equipe do Box 29/05/2012 3

Desde que a Globo anunciou o início da produção do The Voice Brasil, não se fala em outra coisa nas redes sociais e, para quem já é fã do programa, o assunto é um prato cheio. Mas enquanto a versão brasileira não chega (o que, pelo visto, acontecerá em setembro), vamos comentar sobre a versão inglesa, que está chegando ao seu fim.

No começo do mês a edição americana do programa terminou dando o que falar, deixando muita gente revoltada com seu segundo ano de escolha ruim. Parece que nossa salvação encontra-se na versão UK mesmo, pois chegamos à final com quatro finalistas talentosíssimos, e se qualquer um vencer já nos satisfaz.

Os ingleses têm fama de se achar superiores aos americanos e, tenho que dizer, no quesito The Voice eles foram mesmo. Logo no começo do programa, a atração já agradou com sua banca de jurados, contando com a nova sensação do pop Jessie J, o fundador do Black Eyed Peas Will.I.Am; o vocalista da banda The Script, Danny O’Donoghue; e Sir Tom Jones, cantor da velha guarda inglesa. Graças a eles que o programa chamou atenção nos outros países, inclusive no Brasil.

Nas Blind Auditions, tivemos muitas surpresas e você pode conferir as melhores agora:

Becky Hill – Ordinary People

Vou começar com a melhor apresentação da primeira fase, que também é minha favorita. Becky Hill foi uma das últimas a se apresentar e conseguiu com que Jessie e Will virassem suas cadeiras, ainda que só lhes restassem um lugar em seus times. Becky acabou integrando o time de Jessie J, apesar de ter cantado uma música composta por Will. A garota virou favorita de muita gente, mas infelizmente não chegou à final, sendo a semi-finalista do #TeamJessie.

Jessica Hammond – Price Tag

Jessica Hammond foi a primeira cantora a se apresentar no programa. Cantando Price Tag, da própria Jessie J, a garota mandou muito bem, virando três cadeiras a seu favor. A garota chegou até a Battle Round, mas perdeu para Vince Kidd, algo em comum com Becky Hill.

Vince Kidd – Like a Virgin

Falando em Vince, tá aí o motivo para duas cantoras ótimas perderem para ele: O garoto é único. Sua primeira apresentação foi diferente e inovadora, algo que chamou a atenção dos quatro coaches, mas no fim Vince acabou no time de Jessie. Sorte a sua, pois agora o garoto está indo para a final representando seu time.

Max Milner – Come Together/Lose Yourself

Outro a inovar em sua apresentação foi Max Milner, apresentando um mash up de Come Together e Lose Yourself. Não tem como não curtir essa apesentação! Max se tornou integrante do #TeamDanny e chegou até as semi-finais. Tinha tudo para ser um finalista, mas deu o azar de cair no mesmo time que Bo Bruce.

J Marie Cooper – Mamma Knows Best

J Marie Cooper não sobreviveu à Battle Round, mas em sua Blind Audition a garota conseguiu os quatro jurados brigando por ela. Ainda que tenha cantado uma música de Jessie J, ela acabou escolhendo o time de Will.

Barbara Bryceland – Wild Horses

No #TeamTom, tivemos a apresentação marcante de Barbara Bryceland. Ela não passou da Battle Round, perdendo para a atual finalista do time, Leanne Mitchell.

David Julien – The Man Who Can’t Be Moved

Depois que David se apresentou, passei a semana inteira ouvindo sua versão de The Man Who Can’t Be Moved. A música composta por Danny e originalmente cantada por sua banda, The Script, tem uma das letras mais lindas que já vi e na voz de David a canção ficou simplesmente linda. O participante conseguiu chegar aos Live Shows, mas não passou das quartas de final.

Ainda teve muita coisa boa na primeira parte do programa, mas essas foram as memoráveis. Já na Battle Round, não tivemos nenhuma batalha épica, mas aqui estão as melhores:

Deniece x Ruth – No One

A melhor batalha do time de Tom Jones foi definitivamente essa. Talvez não pela batalha em si, mas pelo fato de ter sido a primeira vez que prestamos atenção em Ruth Brown, a jovem de 20 anos com uma voz incrível. Deniece, que já tinha feito sucesso na Inglaterra quando mais nova, não teve chance perto de Ruth.

Becky x Indie and Pixe – Irreplaceble

As irritantes Indie and Pixie não tiveram chance competindo com Becky Hill, para nossa sorte. Gente, escuta a voz da Becky, na boa. Já deu pra perceber que eu torcia para ela, não?

Chegamos aos Live Shows. Aqui tivemos ótimas apresentações e, o melhor: Ótimas escolhas musicais. Confere aí a melhor apresentação de cada semana dos shows ao vivo:

Ruth Brown – Get Here

Os times a se apresentarem primeiro foram #TeamTom e #TeamWill. A melhor apresentação da noite foi também a última, com Ruth Brown arrepiando qualquer um que a escutasse. Nesse momento já poderíamos dizer que ela seria a finalista de seu time, mas não foi bem assim.

Bo Bruce – Running Up That Hill

A segunda noite ao vivo foi bem melhor que a primeira. Tivemos ótimas apresentações dos times de Jessie e Danny, como Max Milner cantando Free Falling, ou Vince Kidd cantando Always On My Mind, mas a melhor foi definitivamente Bo Bruce, que se fez notar dentro da competição e acabou chamando a atenção de todos. Tanto que ela está na final representando o #TeamDanny.

Leanne Mitchell – Put A Spell On You

Na terceira noite ao vivo Leanne virou o jogo e deu um show propriamente dito, sendo a melhor da noite com Put A Spell On You.

Becky Hill – Like a Star

Sinceramente, o quarto show ao vivo não teve nada excepcional, por isso pulei logo para a melhor apresentação das semi finais. É claro que não deixaria a última apresentação de Becky de fora. A garota tem um timbre tão gostoso de se ouvir e isso se destaca nessa apresentação calma e comovente. Fico triste por não vê-la na final, mas feliz por tê-la conhecido. E fiquem atentos, não duvido nada que Jessie a convide para gravarem juntas.

Hora dos finalistas. Como disse, os quatro são ótimos, mas é claro que eu tenho meus favorios. Vamos lá:

#TeamWill: Tyler James – Bohemian Rhapsody

Primeiramente lhes peço desculpas por colocar essa atrocidade aqui, mas o mundo precisa saber que ESSA APRESENTAÇÃO FOI HORRÍVEL! Não sei por quê os jurados puxaram o saco dele, mas isso não foi bom! Confesso que Tyler tem uma voz interessante e para ver algumas apresentações boas dele é só procurar no Google, mas nenhuma é memorável e daquelas que nós comentamos com nossos amigos, já essa versão de Bohemian Rapsody a gente comenta, mas para dizer que, meu amigo, você mandou muito mal. O engraçado é que ele estava competindo com Jaz em seu time para a vaga na final, e Jaz era um favorito da edição. Fiquei feliz por Tyler ter vencido porque não aguentava mais Jaz e sua tecnicalidade de igreja góspel. Mas, por mim, eliminávamos o time do Will de vez e colocávamos Becky Hill no lugar. Já está claro quem eu não quero que ganhe, ou preciso dizer mais?

#TeamTom: Leanne Mitchell – Run To You

A maior surpresa dessa final é definitivamente Leanne. Não sei da onde ela saiu, pois até as quartas de final ninguém notava sua presença, além de Tom. Fico feliz por ele ter notado algo que nós não notamos porque ele está totalmente certo. Além da voz incrível, ela consegue nos emocionar e faz tudo parecer tão simples. Não ligaria se ela ganhasse, pois adoro ver um under dog superando todas as espectativas.

#TeamDanny: Bo Bruce – Charlie Brown

Bo é a grande favorita dessa edição. É coisa de inglês, sabe? A voz e o estilo diferente e underground, uma coisa Florence and The Machine que cativa a gente. Compraria o CD dela num piscar de olhos e não consigo achar defeito nela, mas sinceramente, não gostaria de ver Danny se achando.

#TeamJessie: Vince Kidd – Back To Black

Vince é o único que pode tirar a vitória de Bo. De novo, caímos naquela de ser diferente e por isso chamar atenção. Palmas para os ingleses, que ao contrário dos americanos, procuram coisa nova e boa, e não aquela fórmula montada dos americanos (que seria: negro com vozeirão ou branco com guitarra). Vince é ótimo e também merece o título de vencedor, além de fazer parte do time de Jessie J. Pontos a mais por isso.

É isso aí, galera. A final vai ao ar no Reino Unido nesse fim de semana. Fiquem ligados, pois isso sim será uma final dígna de The Voice. Qual é seu favorito? Diz aí nos comentários!

Até a próxima! E para não perder o costume: #TeamJessie !

Comente no Facebook

Comentários




3 Comments »

  1. Klaus Roger 29/05/2012 at 10:48 - Reply

    Amo de todo coração Bo mas to muito tendencioso a torcer pela Leanne porque não quero que o Danny ganhe. Leanne me surpreendeu tanto na ultima apresentação. Amo todo o jeito que ela se apresenta e acho que ela lançaria um CD lindo saindo do programa. Porém… como nada na vida são flores, tenho um pressentimento que quem vai acabar ganhando é o que a gente não quer… Tyler! O amigo da Amy blábláblá

  2. Fabio Luis de Campos 29/05/2012 at 14:12 - Reply

    desde que o Tyler não ganhe, eu vou ficar muito feliz com o the voice uk :D

  3. Isa Souza 30/05/2012 at 10:00 - Reply

    Tentei muito ver The Voice UK, mas a edição é de doer. Ai só vejo as performances mesmo pelo youtube. ADORO.

Leave A Response »